Felicidade, Autenticidade e autoconhecimento. | Clínica Janice Lamas

Felicidade, Autenticidade e autoconhecimento.

Página Inicial/Clipe Saúde/Felicidade, Autenticidade e autoconhecimento.
Felicidade-Saude

Muito se tem pesquisado e debatido sobre a felicidade… Eis um tema que acredito ser da maior importância , sobretudo quando desmistificado e trazido para a esfera humana, a realidade cotidiana e as mudanças diárias que podem ser implementadas na perspectiva do olhar e da percepção.

A felicidade é diferente de momentos de simples prazer pois ela significa a sensação de que sua vida vale a pena ser vivida, para você e para os outros. Uma vida plena de propósito e realização.

Todo ser humano tem o desejo de buscar a felicidade e pode achar que ela se encontra fora, em circunstâncias externas , coisas ou pessoas. Se você sente falta de algo, é sinal de que você pode ser mais feliz e ainda não descobriu ou despertou a felicidade interior. A vida não deve uma simples continuação de um passado, pois sempre é possível dar um novo rumo à nossa história, recomeçar, fazer as pazes consigo mesmo e encontrar a realização.

Escrevo esse artigo para compartilhar um pouco do que tenho sentido e experimentado na jornada do autoconhecimento, as leituras , palavras e opiniões sobre a felicidade como estilo de vida, trazendo a abundância como uma construção interior,um construto que começa no autoconhecimento.

A epidemia da infelicidade que vivemos no mundo atual exige e nos faz refletir sobre nossa atuação, nossa performance como seres humanos , além de nossos papéis sociais relacionada a nossa contribuição para as pessoas , o bem -estar e nossa essência.

Angústia, desesperança, tristeza têm sido constantes em um mundo cada vez mais rápido, frenético e competitivo. Se compararmos a vida que temos hoje à de nossos pais e avós , de certo  que há mais oportunidades , mais recursos materiais, mais acesso à saúde., mais possibilidade de relacionamentos. Mas a abundância de recursos só é decisiva para a percepção da felicidade até certo ponto. Segundo Tim Kasser, autor de The High Price of Materialism – 2003 , psicólogo que estuda a relação entre materialismo e bem-estar , mais dinheiro só resulta em mais felicidade até o momento em que nossas necessidades básicas como saúde, alimentação e moradia são atendidas.

A felicidade adquire nuances diferentes para cada pessoa. A verdade é que o poder de ser feliz tem a ver com a construção de modo particular de ver as coisas e sentir a vida, percebendo -se de forma clara.É algo que reside no nosso íntimo e expressamos o que se passa nesse íntimo. A forma como nos relacionamos ou processamos o mundo prediz a forma como reagimos a ele. O que se passa em cada decisão tomada é fruto do que cultivamos em nosso interior. São as crenças e valores transmitidos que compõem o nosso modelo mental e de mundo.No Livro O Jeito Harvard de ser feliz, de Shawn Arcor, em seus primeiros capítulos , vemos o autor comentando e detalhando sobre os benefícios da felicidade . Os cientistas descobriram mais evidências de que a felicidade causa o sucesso quando começaram a estudar como as emoções positivas afetam o funcionamento do cérebro e mudam nosso comportamento. Extensas pesquisas revelaram que a felicidade têm um propósito evolucionário importante, o que Barbara Fredrickson chamou de Broad and build theory ou teoria da expansão e construção. As emoções positivas expandem o número de possibilidades que processamos , nos tornando ponderados, criativos, abertos a novas idéias, resilientes.Por exemplo, participantes preparados , isto é, que evocaram estado de espírito ou emoção antes de realizar o experimento , para sentir-se entretidos ou contentes são capazes de ter uma variedade  maior e mais ampla de pensamentos e idéias do que os preparados para sentir ansiedade e raiva.Ou seja, as emoções positivas ampliam nosso escopo cognitivo e comportamental.

Pequenos gestos e momentos têm dimensões maiores e consequências grandes para nossa experiência. Conversar com pessoas diferentes, olhar o nascer e o por do sol, contemplar o belo nas pequenas nuances e centelhas de vida… Metas ambiciosas são importantes, mas para uma vida com equilíbrio e autossatisfação , é fundamental amar e  valorizar o que se tem. Já parou para pensar quantas vezes conversamos com as pessoas de nossa vizinhança, ou caminhamos apreciando a natureza….Manifestar gratidão é uma das melhores atitudes e decisões que podemos tomar e a partir de agora.

O amor e as coisas boas que tenho descoberto e contemplado reforçam o meu lado espiritual e meu desejo de cada vez mais agradecer, manifestar a gratidão.

Sucesso não vem antes de felicidade e este é um dos ensinamentos ou aprendizados que considero significativo e tem profundo impacto no nosso dia-a-dia, na maneira com que enxergamos e encaramos a nossa vida.

Mahatma Gandhi costumava definir a felicidade como a harmonia entre o que dizemos, pensamos e fazemos. Quanto menor o alinhamento nas esferas do que somos, fazemos e acreditamos, mais distantes da paz de espírito estaremos.

È por isso que precisamos refletir, fazer pausas para rever nosso modelo de mundo e se necessário recomeçar com bases mais verdadeiras.Algumas perguntas que levam a reflexões significativas: O que realmente importa para mim; Em que situações me sinto feliz; Quanto tempo gasto com o que não agrega ou importa; Invisto energia no que me satisfaz…

Há causas para a epidemia de infelicidade, pois somos educados para o sucesso e não para o autoconhecimento . É natural que esteja se perguntando o que vem primeiro: A felicidade ou o propósito que irá leva-lo até ela…. Os estudos mostram que a felicidade é o objetivo primordial do ser humano, pois dá sentido aos outros objetivos. Quem é feliz tende a buscar mais experiências que reforçam o estado de alma.

Como interessado no tema ,creio que hoje a discussão principal se dá em relação ao propósito , que é algo além de nós mesmos, que conecta e tem sentido coletivo, impacto positivo, fazendo sentido e trazendo esperança. Viver por propósito traz alegria, motivação, produtividade, felicidade, paz interior. Investir energia no conhecimento do propósito é de grande valia. E trata-se de uma busca e encontro fundamentais para a prosperidade.

Os que dirigem sua vida baseados no ressentimento, raiva, medo , materialismo e necessidade de aprovação provavelmente precisam despertar a consciência e o senso de propósito .O Livro “ Uma vida com propósitos “ de Rick Warren , um dos campeões de vendas do The New York Times , nos mostra de maneira bastante significativa  a busca da razão pela qual estamos na Terra.

A busca da felicidade começa dentro de nós e não é um processo egoísta. Segundo o psicólogo norte-americano Abraham Maslow, uma vez que as necessidades básicas sejam atendidas , o que queremos é interagir , amar e ser amados, fazer parte de um grupo e ter as capacidades reconhecidas.

Nossa vocação é o SERVIR, e o princípio do servir está na raiz do propósito, A humanidade desanda quando acreditamos que para o outro ganhar temos que perder  e nos deixamos levar pela competição e não cooperação , pela liderança sem inspiração e ambição sem compartilhamento.

O nosso grau de felicidade está relacionado diretamente : ao senso de valor individual, a maneira como vemos a vida , aos relacionamentos saudáveis , ao autoconhecimento, a maneira como expressamos nossa verdade , a vontade de superação e ao desejo legítimo de ajudar ou servir o próximo;

No livro Felicidade construída de Paul Dolan, ph.D. e professor de ciências comportamentais da London School of Economics  e no Imperial College London encontramos o princípio do prazer e propósito (PPP) como alavanca de experiências ao longo do tempo, definição mais coerente e pertinente para o autor e pesquisadores e fazendo sentido para muitas pessoas.

Anthony Robbins em seu clássico “Desperte o Gigante Interior” nos comenta sobre o poder das decisões diárias, o foco, a atitude mental, e há uma frase que faz, no meu entendimento, muito sentido: A forma como processamos o mundo prediz a maneira como reagimos a ele. Cinco pilares importantes para o admirável Tony Robbins, citados em seu livro: Saúde, emoções, relacionamentos, finanças, tempo.

O autoconhecimento é tão importante que não imagino felicidade verdadeira sem ele  e somente estamos verdadeiros, presentes e felizes quando buscamos nos conhecer melhor e perceber qual nosso propósito, atentos aos sinais e nuances da vida. A nossa missão no mundo é grandiosa, pois fomos criados para servir e representa o que nos motiva, dá sentido a vida, nossos dons e talentos expressos e compartilhados impactando positivamente. Descobrir, redescobrir, responsabilizar-se pelos dons e realizá-los são passos fundamentais . Uma frase de Chaplin me toca muito e quero compartilhar aqui: “ Nosso cérebro é o melhor brinquedo que já foi criado, nele se encontram todos os segredos , inclusive a felicidade. A vida é maravilhosa, se você não tem medo dela.”.

Algumas atitudes e sobretudo hábitos complementam a felicidade: perdão, fé e sorriso são competências essenciais e sabemos que a felicidade proporciona vantagem competitiva ao cérebro. Alguns dos aspectos que sempre valorizo e que adoto: Nutrir-se adequadamente; Exercitar-se; Meditar; Gerenciar o estresse; Descobrir e fortalecer seus pontos fortes; Perdoar; Sorrir. A mensagem que quero compartilhar é essa: viver a plenitude com a busca do equilíbrio dos pilares da vida, respeitando o tempo de cada coisa e sobretudo a si mesmo, com profundo autoconhecimento.

Amy Cuddy em seu livro O poder da presença nos fala sobre o poder pessoal que a presença verdadeira nos proporciona. Presença é a confiança , com leveza no estado de espírito. Pequenas mudanças na mentalidade e na linguagem corporal ocasionam e geram mais presença, empoderamento. A Robbins nos fala sobre o poder pessoal infinito com a libertação da dominação ou dependência da opinião dos outros, baseado em valores profundos e autenticidade.

Estudos mostram que o retrato de emoções positivas como contentamento, tranquilidade, alegria, serenidade, satisfação, esperança e encantamento, pode predizer a longevidade e vida com qualidade. Martin Seligman em seu “ Felicidade autêntica” traz excelentes informações nesse tema e revela que a Psicologia Positiva está ligada a tapeçaria que tecemos , às forças e virtudes que determinam a qualidade de vida. Emoção positiva desligada do exercício do caráter é bem diferente do sentimento associado ao exercício de forças e virtudes com autenticidade. Sem fórmulas prontas, mágicas ou soluções rápidas e com espiritualidade. O bem-estar é a integração dessas forças pessoais com a vida imbuída de autenticidade: sabedoria, conhecimento, coragem, moderação, amor e humanidade.

Saúde integral está intimamente relacionada à felicidade, e diversos estudos apontam o autoconhecimento como primordial e propulsor do crescimento interior.

Dr. Alessandro Amorim Aita

Membro do corpo clínico da equipe Janice Lamas Radiologia.

 

Copyright 2016 - Clínica Janice Lamas - Radiologia
PRÉ-AGENDE SEU EXAME